A Garota que Eu Quero,

Resenhando: A Garota que Eu Quero

14:17 Jéssica Figueiredo 13 Comments

E eu estou aqui mais uma vez trazendo uma resenhinha para vocês :3 Hoje irei falar sobre A Garota que Eu Quero o/ É de Markus Zusak o autor de A Menina que Roubava Livros - meu livro favorito por sinal :3
Ele é bem fininho e não terminei em um dia só por que fui inventar de ver seriados... essas coisas :D

Autor: Markus Zusak
Páginas: 174
Editora: Intrínseca
Sinopse:

O Rube nunca amou nenhuma delas. Nunca se importou com elas. Nem é preciso dizer que Rube e eu não somos muito parecidos em matéria de mulher. Cameron Wolfe é o caçula de três irmãos, e o mais quieto da família. Não é nada parecido com Steve, o irmão mais velho e astro do futebol, nem com Rube, o do meio, cheio de charme e coragem e que a cada semana está com uma garota nova. Cameron daria tudo para se aproximar de uma garota daquelas, para amá-la e tratá-la bem, e gosta especialmente da mais recente namorada de Rube, Octavia, com suas ideias brilhantes e olhos verde-mar. Cameron e Rube sempre foram leais um com o outro, mas isso é colocado à prova quando Cam se apaixona por Octavia. Mas por que alguém como ela se interessaria por um perdedor como ele? Octavia, porém, sabe que Cameron é mais interessante do que pensa. Talvez ele tenha algo a dizer, e talvez suas palavras mudem tudo: as vitórias, os amores, as derrotas, a família Wolfe e até ele mesmo.



______________________________Resenha______________________________

Cameron Wolfe é um cara que não serve de muita coisa na vida. O livro começa com ele falando sobre o quanto ele era desafortunado na vida. E uma das coisas que ele mais queria na vida era ser tocado por uma garota. Era se afogar dentro de uma mulher. Ele lembra do dia em que conheceu Olivia Ash e de como a achara maravilhosa desde o momento em que a vira, mas, é claro, que ela não olhou para ele. O seu irmão Rube, um mulherengo, era quem fisgara a atenção dela.
"Meu irmão nunca tinha que realmente dizer nem fazer nada. Bastava ficar parado em algum lugar, ou se coçar, ou até mesmo tropeçar no meio-fio, e alguma garota começava a gosta dele. Era assim com todas, e foi assim com a Octavia".
Cameron não tem amigos fora da família, aos sábados vai ajudar seu pai com o trabalho, e uma de suas atividades é andar pelas ruas sem rumo. Somente andar por andar. Às vezes ia para a casa do irmão mais velho Steve - no início não conversavam muito, mas depois passaram a conversar um pouco mais -, outras vezes ficava parado por um bom tempo do lado de fora da casa de uma menina que o chamara de perdedor. O seu melhor amigo era o seu irmão Rube.
"Sei, sem a menor dúvida, que derramaria sangue por qualquer um da minha família.
Em qualquer lugar.
A qualquer hora.
Meu melhor amigo é Rube".
Ele já sabia que Rube iria dar um fora em Octavia e o odiava por fazer isso, mas ele não se metia nos assuntos amorosos de seu irmão, e quando isso aconteceu, ele achou que nunca mais iria ver Octavia na sua frente, porém, não foi isso o que aconteceu.

______________________________O que achei?______________________________ 

Primeiramente eu achava que o livro iria falar, e focar, somente em um cara que estava apaixonado pela namorada da vez do irmão, mas não é isso que o livro quer nos passar. Ele é bem curtinho e entre os capítulos tem umas passagens - que são escritos - de Cameron. Achei bem bacana o autor fazer isso. Ele nos faz tentar entender o que se passa na cabeça dele.
"Amo aquela garota, tenho vontade de dizer, mas não digo. Sei que o cachorro está aqui para me guiar e mais nada.
Ficamos ali, e sei que sei muito pouco.
Não sei aonde vão dar essas ruas, nem por quê.
Não sei se consigo resistir à luta desta noite.
Só há uma coisa que eu sei.
É sobre a garota, e é isto:
Se um dia sua alma vazar, quero que caia em mim".
O livro tem algo a mais do que um menino apaixonado pela namorada do irmão, ele foca nesse sentimento de inferioridade que Cameron tem em relação aos seus irmãos. Steve é o irmão bem sucedido, concentrado e que todos respeitam. Rube é o irmão que consegue as garotas com a maior facilidade do mundo.
O que "A Garota que Eu Quero" pode nos dar na leitura é que devemos parar de nos colocar para baixo. Que cada um de nós temos algo de bom para doarmos para os outros. Que não devemos nos comparar com ninguém. Cada pessoa tem algo de especial.

E ai, gostaram da resenha? Deixa um comentário aqui :3 Até mais pessoal o//

Olha só que legal!

13 comentários:

  1. Oi Jéssica...
    Eu sempre tive vontade de ler este livro, inclusive ele está em minha listinha.
    Também gosto de A menina que roubava livros e acho que iria gostar desse também.
    Adoro livros que passam alguma mensagem.
    Ótima resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou :D Mas tem que pensar que esse livro não é romance. Ele passa a mensagem que eu falei e achei super legal :D bjs

      Excluir
  2. Esse livro tem uma vibe tão de As Vantagens de Ser Invisivel, ai já quero ler mas falta o dinheiro

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li As Vantagens de Ser Invisível, mas já vi o filme. Ele deve ser interessante. bjs

      Excluir
  3. Ahhhhh eu tenho esse livro e ainda não li. Ai, o tempo sempre o tempo..rsrs. Espero ler em breve pois quero conhecer um pouco mais da escrita de Suzak, só li A menina que roubava livros, e esse com certeza é muito diferente. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muuuuuiiiitttoooo diferente, mas a escrita dele é bem marcante :D
      bjs

      Excluir
  4. Oi Jéss, adorei sua resenha!! Muito boa.

    Não tenho muita vontade de ler esse livro, mas achei interessante. Gostei de ter passagens escritas pelo Cameron no início dos capítulos.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achava que era um livro de romance, mas não é hhahaha mas a leitura é boa :D bjs

      Excluir
  5. Li esse livro há um tempo atrás e achei o início meio chato, mas quando foi chegando no meio foi melhorando. Se não fosse o início ele seria un dos melhores livros que eu já li.
    Adorei a resenha. Abraços.


    Likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que por por que ele só falava o quanto ele era um ninguém! Mas fica melhor mesmo depois :D

      bjs

      Excluir
  6. Olá Jessica. Amo o Markus e ele me encantou com A menina que roubava livros. O próximo livro dele que eu quero ler é O mensageiro. Me falaram que ele é a sequência de outro do Markus, mas não me recordo o qual. Parabéns pela resenha e a de As duas faces de um homem também.
    Deixarei um recado para você em Contato, olhe o mais rápido que puder. Preciso de sua ajuda.
    Tem post novo. Passa lá.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá :D Acho que deve ser Eu sou O Mensageiro o/ Eu já li e é muito bom! - Se for realmente ele. Acabei de responder :3 Olho sim o post novo!
      bjs

      Excluir
  7. Acho que quero ler este livro rs.
    Sempre vejo ele na blogosfera, mas ainda não tive oportunidade.

    Beijos Fê :*
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir