Cecelia Ahern,

Resenhando: O Ano em que Te Conheci

12:24 Jéssica Figueiredo 0 Comments

Olá pessoal, tudo bom?

Hoje estou aqui para trazer mais uma resenha de um dos livros de Cecelia Ahern! Este é o quarto livro que leio da autora e posso dizer que ela consegue se reinventar em cada um deles, lógico que você já consegue perceber qual é o tipo de escrita da autora, o que faz com que você se identifique com os seus livros e personagens. No geral, os livros de Cecelia são simples, não precisam de acontecimentos e reviravoltas em cada capítulo. O que acontece nos livros de Cecelia então? A vida. E nós sabemos que a vida pode nos moldar aos poucos e como bem entende.

Resultado de imagem para O ano em que te conheciJasmine lembra perfeitamente de alguns momentos em sua vida. Ela se lembra de como era bom visitar o avô e observar enquanto ele cuidava de seu jardim, também lembra do dia de seu enterro e de como o seu primo Kevin disse que ela também iria morrer. Aos cinco anos Jasmine percebeu, que assim como o seu avô, ela um dia, iria morrer. Nada é para sempre. 

O ano em que Jasmine finalmente conhece o seu vizinho Matt irá ser um ano de mudanças. Eles já eram vizinhos há muito tempo, porém, Jasmine nutria um ódio por Matt. Este era uma radialista e tinha um programa nada agradável, mas que dava muita audiência devido as idiotices faladas nele. O motivo que Jasmine detestava Matt foi por conta de um dos tema do programa. Um dia o tema principal havia sido: Síndrome de Down. 

Jasmine era a irmã caçula de Heather, que tinha síndrome de down, e havia se tornado uma pessoa superprotetora após a morte da mãe. Mesmo vendo o quanto Heather era independente, Jasmine ainda não conseguia desatar o nó com a sua irmã mais velha. Vendo que era o seu dever fazer com que sua irmã não passasse por aborrecimentos ou tristezas na vida. E por conta disso, ela afastava as pessoas de sua vida, que não tinham tato para com a sua irmã. 

A sua vida estava fora de seu controle e isso foi algo que deixou Jasmine sem rumo. O que ela mais gostava de fazer na vida era de criar um negócio e depois vendê-lo. Só que, ela terminou sendo demitida antes de conseguir vender o negócio e estava em uma licença forçada de um ano. Neste período ela não poderia trabalhar para nenhum tipo de empresa, ainda bem que era remunerada. O que Jasmine não sabia era o que iria fazer de sua vida. Seria um ano inútil, improdutivo. 

Com o passar dos dias ela terminou reparando mais em seus vizinhos, principalmente em Matt, que sempre chegava bêbado e não conseguia entrar em casa. Acordando todo mundo e deixando a sua mulher completamente irada. Até que... Matt também recebe uma licença forçada e a sua mulher o abandona, levando os três filhos. Após este acontecimento, Jasmine irá perceber que tem muitas coisas em comum com Matt. 

Amizades acontecem em nossa vida sem que percebamos, principalmente aquela amizade sincera e que faz com que sejamos melhores. Jasmine e Matt estavam em um momento de mudanças em suas vidas. Eu adorei o modo como a autora conduziu toda a história. O primeiro contato cara a cara entre Jasmine e Matt demora um tempo, afinal, ela tinha que nos mostrar todo o contexto do livro. O modo como a amizade dos dois vai desenvolvendo é delicada, vamos percebendo as nuances no relacionamento dos dois.

A história pode estar centralizada no relacionamento de amizade entre Jasmine e Matt, porém, toda a vida de Jasmine estava um caos. Seu relacionamento com a sua família, principalmente com o pai, estava deturbado, o seu relacionamento com a sua irmã não a libertava para a vida, seus relacionamentos amorosos eram o caos e ela ainda precisava se encontrar no mundo dos negócios. Cecelia conta toda a trajetória dentro de um ano da vida de Jasmine, separando cada fase com as estações do ano. Cada estação do ano trazia algum tipo de mudança e autoconhecimento. Com uma história relativamente simples, a vida de complexa de Jasmine se molda com o passar das estações.

Olha só que legal!

0 comentários: