Resenhas

Iniciando - Como eu era antes de você - Jojo Moyes

13:55 Jéssica Figueiredo 4 Comments


Como eu era antes de você - Jojo Moyes


Bom, será a primeira vez que farei uma resenha, então não sei muito bem se irei conseguir fazer uma tão boa assim.
O livro que me fez ter essa vontade de fazer a minha primeira resenha foi "Como eu era antes de você". Primeiramente eu havia comprado este livro mais pelo que as pessoas estavam me falando "É um livro muito bom. Me emocionei." Fiquei pensando "Caramba, deve ser realmente muito bom". Mas eu não sabia nem a história do livro quando eu comprei. A sinopse atrás da capa falava coisas realmente muito vagas. Que Lou e Will iriam fazer diferença na vida dos dois. E pensei "ah, por que falam tanto deste livro?" 
Bom, quando comecei a ler estava esperando o que acontece sempre nos livros de romance, eles vão se conhecer vão se apaixonar e pril, mas como eu disse, não sabia realmente da história do livro.
Começa com Will sofrendo um acidente em que uma moto o atropela em um dia chuvoso, e fiquei, tá né?Depois disso mostra a respeito da vida de Lou, ela tinha vinte e seis anos, estava desempregada e ainda morava na casa dos pais. Ela começa a procurar emprego e um emprego que parece cair dos céus - pois ele pagaria muito bem e ela não precisava ter tantas qualificações assim, - era para ser cuidadora de um tetraplégico. E esse tetraplégico era Will. Ele no início é um cara extremamente chato, arrogante e eu não sabia por que danado ela iria se apaixonar por ele.
Uma das coisas que me chamou atenção é a narrativa de Jojo Moyes, a autora do livro, ela escreve de uma maneira tão leve, que quando eu via já tinha devorado muitas páginas, e sempre queria mais e mais. Foi o primeiro livro que li dela e tenho aqui outro dela ( A última carta de amor). Outra coisa que eu realmente gostei foi do humor. Enquanto lia eu me pegava rindo com as coisas que Lou contava. Ou era a respeito de algo que seus pais, principalmente o pai, falava a respeito dela, ou então quando ela estava conversando com Will. Incrivelmente depois que ela retribuiu a ignorância dele, mostrando não ser como as outras pessoas o tratando bem só por conta de sua condição, ele começa a tratá-la de um jeito melhor.
Aí voltamos para "Por que ela iria se apaixonar por ele? Sendo tão grosso?" Quando eles começam a conversar é que tudo fica bem. Ficava feliz em ler a conversa dos dois, mas não iria parar por aí. O contrato de Lou só durava seis meses. Esse era o tempo que Will estava disposto a viver. Nesse tempo levei um choque, não era para isso acontecer. Lou também levou um choque, e decidiu não largar o emprego e tentar fazer com que Will visse o quanto a vida poderia valer a pena. Que não era por conta de uma cadeira de rodas que ele não deveria mais viver. Foi uma das coisas mais lindas que já li. Ela ainda não o amava, mas sentia carinho por ele e queria lhe mostrar o lado bom da vida. Tentando fazer graça com ele, tentando tirá-lo de sua casa, tentando viajar com ele. Tudo para que ele percebesse que a vida dele era preciosa.

" - Não quero entrar agora. Quero ficar sentado aqui e pensar que... - Engoliu em seco.
Mesmo no escuro, pareceu fazer esforço.
- Quero... ser apenas um homem que foi a um concerto com uma garota de vestido vermelho. Só por alguns minutos.
Larguei a maçaneta da porta.
- Claro".
Eu li esse livro tão rápido que me arrependo um pouco. Queria degustá-lo aos poucos de tão bom que ele é. Quando terminei de ler fiquei querendo mais da história, queria voltar aos momentos em que Lou e Will conversavam, nos momentos em que ele demonstrava ciúmes, quando ele se mostrava feliz por tê-la perto dele. São momentos que me prendiam e que eu realmente adorei.

"- Sabe de uma coisa?
Eu podia passar a noite toda olhando para ele. Para o brilho no canto dos seus olhos. Para o lugar onde o pescoço encontrava o ombro.
- O quê?
- Às vezes, Clark, você é a única coisa que me dá vontade de levantar da cama".
O livro fala também a respeito dos cuidados que os tetraplégicos necessitam ter, como uma pneumonia para eles é algo muito mais grave. Como que uma pequena febre pode se transformar em uma tremenda febre bem rápido. Mostra também das atividades que muitos conseguem encontrar, para poder se divertir. De como é complicado andar por aí de cadeira de rodas para os locais.
Não irei dizer que não chorei no final do livro, pois chorei muito a ponto de minha cabeça doer. Não consegui fazer mais nada além de ir dormir. No outro dia quando fui comentar com minhas amigas terminei chorando de novo relembrando. E fazia tempo que não ficava desse jeito por conta de um livro, por conta de uma história de amor. Um amor que não estamos acostumados a ver acontecer, um amor realmente verdadeiro. Ensinando a olhar para a vida com outros olhos. Como somos sortudos pela vida. Coisinhas pequenas podem sim valer a pena. Ainda estou apaixonada pelo livro, pela história, pelos personagens, pelo amor. Como eu era antes de você - Estou feliz por ter lido este livro.


Olha só que legal!

4 comentários:

  1. Acredito que o livro deva ser realmente ótimo, pois acredito na sinceridade de suas palavras! Go ahead!

    ResponderExcluir
  2. Quando conversamos sobre esse livro, fiquei com muita vontade de ler. E agora lendo sua resenha, a vontade só aumentou :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se quiser eu posso te emprestar *-* Sério é tão bom que ainda estou com vontade de reler *-*

      Excluir