Cedido para Resenha,

Resenhando: A Lista

09:59 Jéssica Figueiredo 0 Comments



Olá pessoal, tudo bom?
Vocês já ouviram falar do livro ou filme P.S. Eu te Amo? O livro de hoje resenhado é da mesma autora, Cecelia Ahern. O livro foi cedido pela editora Novo Conceito. Eu já li o livro P. S. Eu te Amo, mas não consegui gostar dele. O motivo de ter escolhido este livro para ler foi por conta da história que parecia ser muito interessante, confesso que fiquei com medo de não gostar do livro. Às vezes na vida nós devemos dar chance para as coisas, e isso também ocorre com os escritores e com os livros. Dei uma segunda chance para Cecelia e posso dizer que ela acertou em cheio desta vez.


Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira. Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

Kitty Logan estava passando pelo pior momento em sua vida. Sua melhor amiga, Constance, estava morrendo de câncer e ela destruíra a vida de um professor de Ed. Física ao acusá-lo na TV de estupro de uma aluna. O fato é que o professor nunca havia encostado na aluna e tudo foi provado com o teste de DNA feito no filho desta aluna, logo após a reportagem. Kitty não só havia destruído a vida do homem, como também havia destruído a sua. Ninguém mais acreditava em sua palavra e em suas matérias. Um processo gigante estava se desenrolando, onde somente ela era a culpada, por não ter investigado suas fontes. 

O seu emprego na TV já era e ela só estava mantendo o seu emprego na revista Etcetera por conta de sua amizade com Constance, que era a fundadora. O sofrimento não parava por ai, já que algumas pessoas estavam deixando recados nada agradáveis na porta de sua casa e o seu namorado simplesmente a deixara.

Mesmo com tudo o que estava acontecendo Kitty ainda encontrava forças para visitar a sua amiga que estava cada vez mais debilitada. E em uma dessas visitas Kitty pergunta para Constance se existia alguma matéria que ela nunca tinha escrito, mas que gostaria muito! Constance logo revela para Kitty que ela guarda em seu apartamento um envelope e pede para que ela vá buscar. Os detalhes ela contaria depois.

Só que nem sempre temos o direito para despedidas. E Constance termina por falecer. Como uma forma de homenagem a revista Etcetera decide escrever uma matéria sobre a fundadora da revista. Kitty então se lembra da última conversa que tivera com a amiga. E fica encarregada de escrevê-la. O problema é que quando ela abre o envelope não existe nenhuma instrução do que deveria se tratar a matéria. Somente uma lista com 100 nomes de pessoas jogadas ao acaso. 
Que tipo de matéria seria essa? 
Kitty tinha apenas uma semana para descobrir.

Começo esta parte da resenha falando da parte gráfica. Um destaque imenso para a parte gráfica, na verdade. A capa é linda. As cores cinza e roxo ficaram perfeitas juntas. Os nomes escritos na capa eram como se estivessem em uma árvore, algo assim. A fonte é bem diferente da que costumo ver nos livros, mas ficou muito boa e a leitura correu muito bem. As folhas são amareladas e grossas. E até mesmo a parte que fica atrás da orelha recebeu atenção da editora, sendo da cor roxa e ainda com um dos desenhos da capa - a orelha é bem grande o.o.

A autora soube criar uma história simples, porém de grande significado. Enquanto Kitty procura algumas pessoas da lista, para tentar descobrir sobre o que se trata, nós ficamos tão perdidos quanto ela. Nenhuma pessoa está interligada. E ficamos sem saber até quase o final do livro. Cada pessoa da lista tem uma história que termina por nos fazer simpatizar com eles. A única coisa era que queria ter lido a matéria que Kitty escreveu sobre A Lista. Queria muito ler, já que me senti tão envolvida com a história de cada um. A Lista é um livro com excelentes personagens e enredo. Uma história simples, envolvente e verdadeira.

Olha só que legal!

0 comentários: