Resenhando: Sonhei que Amava Você

10:25 Jéssica Figueiredo 0 Comments


Olá pessoal, tudo bom?


Irei resenhar hoje um livro nacional. A autora é Tammy Luciano, não acompanho muito a carreira dela, mas falam que ela é um amor de pessoa <3  Quando a Valentina lançou este livro eu fiquei louca, pois a capa era uma coisa maravilhosa de linda e a história realmente chamou a minha atenção. Eu amo sonhos e acho que muitas coisas deles nós não podemos explicar.

Resultado de imagem para sonhei que amava vocêKira - a menina que narra a história - do nada começa a ter sonhos com um cara desconhecido. Sonhos que ela não conseguia entender, já que ela constantemente se encontrava em locais que nunca antes estivera e esse desconhecido sempre estava lá para resgatá-la ou levá-la para cantos mais inusitados ainda. Com o passar dos sonhos ela termina se apaixonando pelo homem misterioso. Qual o motivo de ter estes sonhos? Ela não compreende. Será que ela estava ficando louca por se apaixonar por alguém que parecia ser fruto de seus pensamentos? E quando do nada esse cara aparece bem na sua frente no mundo real?

Essa proposta da autora é muito legal! Porém eu não consegui me conectar com a narração ou então com o casal principal 😢

No início achei que era devido a letra, que achei pequena, e quando começo a ler livros com letra pequena eu costumo cansar mais facilmente, mas depois vou pegando o embalo da história. O enredo tem tudo para dar certo, mas realmente não sei o motivo de não ter me conectado.

Na história Kira tem uma melhor amiga Lelê - essa daí eu adorei de paixão. As suas falas eram as melhores e ela realmente parece ser alguma amiga sua -, tem os irmãos gêmeos Cafa e Cadu - que também foram personagens bem legais que as meninas viviam correndo atrás deles. Tinham seus pais que estavam passando por problemas no casamento. E depois tinha Felipe, o cara misterioso - que algumas vezes não curti muito as falas dele. O modo como ele falava e tentava ser romântico, acho que ficou um tanto superficial. -, e tem a Jalma - ex de Felipe e realmente uma pessoa bastante detestável (que era o que a autora queria fazer).

Então, senti certa dificuldade em acreditar no relacionamento do casal principal. Não por conta de Kira - ela foi uma personagem bem escrita, mas por conta de algumas coisas que Felipe falava e por várias vezes - do nada - falar "Eu e Jalma não somos mais namorados" "Não estamos mais namorando" "Não somos mais namorados". Kira já tinha dito que entendia, mas ele sempre falava isso.

Gostei do modo que Jalma foi apresentada - mesmo a autora tentando humanizá-la um pouco, a essência dela foi mais forte que tudo.

O meu casal preferido foi Cadu e Lelê <3 Não existia tanta cena dos dois juntos, e na maioria das vezes ficávamos só com os relatos de Lelê, mas adorei os dois juntos. Como eles foram construindo o relacionamento devagarzinho e timidamente.

A parte dos sonhos terminou se tornando algo não tão especial para mim :/ o que me deixou triste. Queria que os sonhos tivessem uma pegada mais misteriosa, que fossem profundos e indagadores. Eles eram românticos - certo, isso é legal :D - mas só isso. Eram sonhos românticos, onde eles passeavam por vários locais. No final - não irei falar o motivo - Kira tem sonhos que me fazem voltar para a história. Pensei: Aêww, sonhos inexplicáveis e misteriosos. Mas foi só um pequeno despertar. Infelizmente.

No geral, a proposta é muito boa, o livro é bem escrito, a diagramação é muito fofa, mas a narrativa para mim não foi tão proveitosa, o que é triste, pois tinha uma expectativa muito boa para ele.

Olha só que legal!

0 comentários: